Antônio Prado (RS) desenvolve atividades integrando escolas para a SMB

Durante a Semana Mundial do Brincar, realizamos as seguintes brincadeiras:

  • Atividade de integração entre escolas municipais, na Escola Municipal João XXIII, com: rodas cantadas, chute a gol, brincadeira com lego, bolas, Dança das Cadeiras e confraternização entre os alunos.
  • Brincadeira: Dança das cadeiras;
  • Rodas cantadas, como: Viuvinha, Roda Cotia, o Gato e o Rato e a Canoa Virou.
  • Música utilizando expressão corporal, como: os Dedinhos, Dona Aranha, os Indiozinhos, Piuí-Piuí, cabeça – ombro – joelho – pé,
  • Brincadeiras livres com jogos de montar, carrinhos, bonecas e panelinhas.
  • Todas as sextas-feiras, os alunos da Educação Infantil da nossa escola tem o Dia do Brinquedo, onde os mesmos podem trazer para a escola o brinquedo que desejarem para aquele dia, podendo também compartilhar com os colegas.

 Em atividades lúdicas, no dia 24/05/12:

  • Audição da Música: “A foca”, de Vinícius de Moraes;
  • Expressão corporal – Cantar com gestos;
  • Colorir o desenho da foca;
  • Colar estrelas na bola da foca.

Escola Municipal de Ensino Fundamental – Nossa Senhora Aparecida – Travessa Luis Marcantônio Grezzana, 250 – Bairro Aparecida – Antônio Prado –RS – Fone/Fax: (54) 3293 1722 – Cep: 95250 000 – E-mail: escolaaparecida@nol.com.br

Anúncios

25 de maio: um dia especial para a criançada da Escola Mestre Isaldino

A 3ª Semana Mundial do Brincar, da Aliança pela Infância, aconteceu de 20 a 27 de Maio em todo o Brasil, e a escola municipal Mestre Izaldino, no Pontal da Barra, se engajou na campanha e realizou na sexta-feira (25), atividades recreativas com todas as crianças da unidade escolar.

Durante toda a tarde, foram realizadas oficinas de culinária, pintura, vídeo e brincadeiras, atividades que de acordo com a vice-diretora da escola Potyra Dias, são fundamentais para o aprendizado das crianças. “A brincadeira deve fazer parte da vida das crianças, e na escola estamos sempre proporcionando momentos de diversão para os alunos”, afirma ela.

“É importante que as crianças sintam que na escola elas além de estudar, podem brincar. Essa harmonia melhora muito a atuação das crianças no dia a dia da escola, elas ficam mais participativas nas aulas, e interagem bem mais com os amigos”, afirma Sandra Araujo, professora da unidade escolar.

O objetivo da semana é sensibilizar a sociedade da importância de uma infância saudável para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança. E o direito de poder brincar é fundamental para esse crescimento, desperta para a criatividade e contribui para o aprendizado.

“Toda criança tem direito a educação de qualidade e o direito a brincar. E essa campanha vem para conscientizar as famílias e os educadores dos direitos das crianças”, enfatiza ainda, Edna Lopes, coordenadora estadual da União Nacional dos Conselheiros Municipal de Educação (Uncme).

A 3ª Semana Mundial do Brincar aconteceu ao mesmo tempo em que a 10ª Semana de Ação Mundial (Sam), que é uma iniciativa da Campanha Global pela Educação, e que este ano teve como tema “Educação Infantil – Direito da criança, dever do Estado, justiça social”.

Publicado no Boletim Semed, um informativo publicado pela Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Espaços renovados para brincar

Foi com muita satisfação que neste ano participamos da Semana de Ação Mundial e da Semana Mundial do Brincar. O primeiro movimento foi conversar com as colegas sobre a proposta e distribuir o material informativo recebido. Da mesma forma foi divulgado para as famílias e para o setor responsável pela Educação Infantil na Secretaria Municipal de Educação. Nossas ações se concentraram na Semana Mundial do Brincar em que nos propusemos a desenvolver atividades envolvendo os vários segmentos da comunidade escolar.

No dia 18 de maio, realizamos um Seminário de Estudos com os professores e funcionários da escola, cuja temática foi a importância do brincar na educação infantil. A partir do texto A Brincadeira e a Cultura Infantil, de Tizuko Morchida Kishomoto e das imagens do Vídeo Espaço Tagna, refletimos sobre as possibilidades do brincar em espaços infantis. Discutimos alternativas para aprimorar os nossos ambientes com vistas a enriquecer a brincadeira: fazer melhorias no pátio e nas praças, colocar canos de cimento que possam ser escalados ou usados como túnel, repor areia nas caixas, criar  brinquedos com corda e cepos de madeira, aproveitar o  barranco construindo rampas, escadas e patamares, consertar a cerca do aquarugas e ajardinar o pátio, organizar o espaço da casinha na área externa, entre outras providências.

No período de 21 a 26 de maio as professoras de Projeto organizaram atividades envolvendo a temática: sessões de psicomotricidade com materiais não estruturados (como tacos de madeira, tecidos e bolas de diversos tamanhos) que permitem as crianças criarem, cantigas e brincadeiras de roda para ampliação do repertório e resgate da cultura infantil,  exposição dos brinquedos da infância dos pais e professores no saguão, atividades lúdicas no pátio em meio a natureza. As professoras regentes de turma registraram através de fotografia algumas atividades do cotidiano escolar em que se evidenciou o brincar infantil; as imagens geraram um vídeo e painéis que foram utilizados para mostrar o trabalho desenvolvido e para ornamentar os ambientes.

No dia 26 de maio, sábado, comemoramos o Dia da Família na Escola e Dia Mundial do Brincar. O evento contou com a participação de mais de 80 pessoas, entre adultos e crianças. Após a abertura pela comissão organizadora ressaltando a relevância da Semana de Ação Mundial na busca de uma Educação Infantil de Qualidade, a programação seguiu com o vídeo editado pela escola com os alunos e professores do estabelecimento em diversas atividades lúdicas, com a apresentação artística da professora Silvana Koening e ainda com o Show de Talentos que teve números  de dança gaúcha, balé, cantoe interpretação.  É chegada então a hora de brincar! Os participantes foram organizados em dois grupos e  encaminhados para uma das  oficinas. A proposta coordenada pela professora Suzana Zimmer, da Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis,  envolveu as crianças e seu familiares no universo das histórias e das cantigas de ninar. As professoras Ingrid Herber e Thaís Morgana Andriolla coordenaram as atividades recreativas com jogos cooperativos, oportunizando a integração entre pais e filhos e também das famílias entre si e ainda criaram diferentes espaços lúdicos em que as crianças e seus familiares poderiam brincar, conforme sua escolha. O sucesso foi tanto que os pais não queriam mais ir embora! Recebemos depoimentos verbais e até por escrito de algumas famílias que participaram do evento, ressaltando o quanto este momento foi prazeroso e significativo. Nós aqui na escola também avaliamos O Dia da Família na Escola e o Dia Mundial do Brincar/2012 como uma vivência muito relevante.

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO – Secretaria Municipal de Educação e Desporto – Escola Municipal de Educação Infantil Arca de Noé –  Rua Potiguara, nº  178 – Canudos – Novo Hamburgo – RS – Fone3582-2542

Na ciranda cirandinha, nossa roda bem grandinha…

A Semana Mundial do Brincar no CREN (Centro de Recuperação e Educação Nutricional), parceiro da Aliança pela Infância, foi sensacional houve um envolvimento uniforme de todos os profissionais. O poema abaixo relata um pouco da nossa semana. 

Hoje fui brincar de roda
Na calçada pula corda
E também amarelinha
Eu a Paula e a Julinha.

Lá no muro contei dez
Todo mundo se escondeu
Corre aqui corre acolá
E o João Pedro se perdeu

Na ciranda cirandinha
Nossa roda bem grandinha
Pras meninas passa anel  
Pros meninos figurinha

Todas essas brincadeiras
As crianças sempre gostam
Com carinho e alegria
No sorriso sempre mostram 
Claudia Liz”

A alegria estava no rostinho de cada participante. Realizamos resgate das brincadeiras. Pulamos Corda. Brincamos na areia.

“Não se deve interromper a concentração de uma criança que está brincando”  (Nylse Cunha)

“Deus é alegria.Uma criança é alegria. Deus e uma criança têm isso em comum: ambos sabem que o universo é uma caixa de brinquedos. Deus vê o mundo com os olhos de uma criança.Está sempre à procura de companheiros para brincar”.  (Rubem Alves) 

“Não paramos de brincar porque envelhecemos, envelhecemos porque paramos de brincar.”  (Nana, 103 anos)

Abrimos os brinquedos e foi uma alegria geral

A Escola Sementes de Luz, que segue os mesmos princípios da Aliança pela Infância, mudou para a fazenda “Coração Sagrado”durante a Semana do Brincar. Fizemos um grande mutirão pra carregar mesas e cadeiras pra nossa nova sede.
No sábado, dia 26, é que aconteceu o Dia do Brincar. Abrimos os brinquedos que recebemos da Aliança e foi uma alegria geral. Todos foram lá pra fora, jogar o disco colorido. Estava um lindo dia, de céu azul. Petecas de penas coloridas voavam no ar. Me lembrei da palestra do Ghandy sobre brincadeiras do elemento AR. Pular elástico fez o maior sucesso. Os educadores resgataram essa brincadeira antiga, do tempo de “grupo escolar”e todo mundo quis pular.

 

Depois achamos o bambolê da Escola e foi aquela alegria também.

Combinamos de fazer toda semana ,na Escola,o dia do brincar!

Anália Calmon, coordenadora do núcleo Carmo da Cachoeira da Aliança pela Infância.

Petrolina hoje tem um outro olhar para a Educação Infantil

A Semana foi um sucesso em Petrolina. A Secretaria de Educação, em parceria com a Escola Maroquinha, realizou um grande momento para as crianças, pais, comunidade, professores, técnicos de acompanhamento pedagógico da Educação Infantil, a Secretária de Educação Professora Célia Regina, todos juntos entraram na grande roda do brincar.

Foi uma manhã maravilhosa, onde as crianças puderam ter a liberdade de brincar e ser feliz. Os pais tiveram uma participação muito especial, eles brincaram junto com seus filhos e professores, participaram também falando sobre a infância, a importância do brincar na Educação Infantil.

A programação ficou recheada de brincadeiras. O Pré I ficou com o tema ” A importância do Brincar, O Pré II, ficou com “A alegria das brincadeiras de roda”, o 1º ano ficou com ” Aprendendo através de brincadeiras”. Teve início as 9h e se encerrou às 11h45, com a participação de todos, envolvidos com uma grande Ciranda do Brincar. Petrolina hoje tem um outro olhar para a Educação Infantil, estamos galgando a cada dia a qualidade e ampliando o acesso das criança em Creches e Pré-escolas.

Guarujá estimula brincadeiras para lembrar data

Diário Oficial de Guarujá, dia 30 de maio de 2012.

A ação é voltada aos alunos de creches, préescola e 1º ano da rede municipal de ensino.

Na programação, resgate de brincadeiras como amarelinha, passa anel e bambolê. Guarujá organizou uma série de atividades para lembrar o Dia Internacional do Brincar, comemorado em 28 de maio. As ações acontecerão simultaneamente em todas as escolas de Educação Infantil, com creche e pré-escola, e Ensino Fundamental, com classes de 1º ano. A proposta da Secretaria de Educação é algo simples e natural, mas que precisa ser relembrado hoje em dia: o estímulo à brincadeira.

Segundo a coordenadora da pré-escola, Regina Lúcia Rodrigues, a proposta é o resgate de brincadeiras ao ar livre; uso de brinquedos confeccionados com materiais naturais ou sucata e uso de brinquedos do acervo pessoal das crianças. “A intenção é enfatizar a importância das brincadeiras. Ao brincar, os pequenos aprendem a falar, fazer amigos e desenvolvem habilidades motoras, físicas, educacionais, emocionais, além da concentração, imaginação e autoexpressão”, explicou Regina Lúcia.

Segundo a coordenadora da Seduc, as atividades variam de acordo com a unidade de ensino. No entanto, ela adianta que deverá haver resgate de brincadeiras tradicionais, como passa anel, bambolê, batata quente, amarelinha e estátua. “Será um dia alegre e produtivo, de descobertas e aprendizagens, tanto para os pequenos como para os educadores e professores que pensaram cada uma das brincadeiras. Trata-se de um convite a dar voz à sabedoria das crianças, que na sua singeleza são capazes de nos ensinar que brincadeira, ao contrário do que pensamos, é coisa séria”, finalizou Regina Lúcia.

Data

Criado em 1999, o Dia Internacional do Brincar foi estabelecido durante uma conferência da International Toy Library Association-ITLA (Associação Internacional de Brinquedotecas), com o objetivo de enfatizar a importância das brincadeiras para todas as pessoas, especialmente as crianças. A data é celebrada por mais de 25 países. Segundo a Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar (OMEP), o espírito deste dia apoia-se em alguns princípios, como gratuidade, brincar para todos, brincar sob todas as formas, brincar em toda parte e reconhecer o brincar como atividade essencial para o desenvolvimento das crianças.

Semana Mundial do Brincar no canavial!

No dia 27 de maio, preparamos o dia Mundial do Brincar… lemos a frase da fundadora da Aliança pela Infância no Brasil, Ute Craemer:

A infãncia na sua essência é desenvolvimento criativo e achar o seu caminho brincando.

O dia Mundial do brincar no canavial foi uma mistura de criatividade e amor à vida. Brincar, correr, cair no chão, pular, fazer roda, dar as mãos. Tudo isso é ser feliz e ter amor à vida, sendo adulto, criança, jovem, ou da melhor idade. Estão
ao alcançe de todos as brincaderias que cada um tem dentro de si.

Ficamos felizes com tantas famílias presentes, na tarde do domingo, em pleno canavial florido. Misturamos alegria e partilha, onde todas participaram fazendo brincaderias como gira gira, pneu vellho rodando (brinquedo popular), rodas, cirandas… Todos são livres para desenvolver suas habilidades no dia do brincar.

Um dos particpantes perguntou o motivo de não termos levado brinquedos “prontos”. Nossa proposta era que cada um criasse seu próprio brinquedo, levando em conta que nós, seres humanos, somos brinquedos em movimento. Basta não interditarmos o nosso corpo. Temos que rodar, correr, pular, girar, girar, girar… Descobrimos então que somos o próprio brinquedo e a própria brincaderia…

A brincadeira de maior destaque foi o quebra panelas cheias de confeitos. O participante tinha que acertar a panela de barro, enquanto a multidão ficava gritanto “vai para frente! De um lado! Do outro!”. Muitos se divertiram com esta brincaderia muito antiga na mata sul de pernambuco. Percebemos que tem que haver muita honestidade para
acertar o alvo e é também um exercicio de concentração. Quando alguém acerta, é confeito para todo lado.

A iniciativa está atraindo pessoas de outros bairros que curtem o projeto. Estamos nos mobilizando e fazendo algo para mudar um pouco, tendo uma esperança na ação conjunta.
 
Brincar no canavial
É muito legal.
O verde desse campo é uma esperança
Para geração futura e atual
Acreditar na paz
Dos povos dos Canaviais
É tão bonito brincar vôvô
Criança e rapaz
Somos a iniciativa das gerações futuras e atuais
Edleuza Tavares brincou um ano com
Um filho dos Canaviais
Favela Monte Azul onde encontrei a PAZ!

Nilton

Crianças, fitas e cantigas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 3 sessões conduzimos brincadeiras com 130 crianças. Éramos na equipe da biblioteca 5 colegas: Sabino, Izabel, Maria Luiza, Marilena e eu Andréa. A nosso convite envolveram-se acadêmicos da UNIÍTALO, UNIP e Faculdade Sumaré; 6 ao todo.

A partir da sexta-feira, dia 18/05, desenvolvemos um mutirão criativo em função da atividade; estabelecemos uma “linha de produção” na sala de contação e confeccionamos 150 “bastões” (suporte de rolo de papel higiênico) com tiras de crepom em cores variadas juntadas com barbante.

Sabino compôs uma “paródia” a partir da cantiga: Samba lelê tá doente, que se referia aos movimentos da fita. Visualmente as fitas “em ação” sendo rodadas em volta do corpo,  acima da cabeça, na lateral do corpo possibilitaram beleza e sincronia. As cantigas foram acompahadas ao violão do Sabino. Brincamos de corre cotia, cantigas de roda, passeio na floresta, peteca com Saci, batata quente, pular corda, vivo e morto e evoluções com as fitas.

Concluimos um dia divertido, brincante, alegre!

Lembrando os brinquedos e as brincadeiras de antigamente…

Na semana do brincar, foi desenvolvido no dia 25/05/2012, um trabalho com a turma do 5º ano C da Escola Municipal Parigot de Souza, no momento com 29 alunos.

            O objetivo a ser alcançado foi o resgate de brinquedos e brincadeiras antigas, onde percebemos que hoje em dia estão sendo esquecidas.

            Sabemos que as brincadeiras antigas ajudam no desenvolvimento cognitivo, afetivo e psicomotor. O jogo da amarelinha, esconde-esconde, pega-pega, como também a manipulação de brinquedos como bilboquê, bonecas de pano, bate-bate, pião eram atividades divertidas e despertavam o sentimento da solidariedade e da amizade.

            Hoje, os brinquedos vêm praticamente prontos, bastando apertar um botão para colocá-los em ação. As crianças se divertem em frente ao computador, navegando na internet, jogando videogames e passam horas vendo TV. É válido lembrar que alguns jogos eletrônicos estimulam o raciocínio, mas a falta de movimento corporal pode levar a obesidade infantil.

            Pensando nisso, foi pedido para que trouxessem de casa alguns brinquedos antigos para que se desenvolvesse a hora do brincar na quadra da escola.  Brincaram livremente durante uma hora e meia e o resultado foi positivo, pois era visível o sentimento de satisfação e prazer durante as atividades por eles desenvolvidas.